A Ozonioterapia nos pets

0
2130

Tratamento consiste em utilizar mistura dos gases oxigênio (O2) e ozônio (O3) para curar enfermidades em animais. Conheça mais sobre a nova aposta da Medicina Veterinária

A minha nova coluna da seção Meu Pet, aqui no Portal InfoHorse, aborda a Ozonioterapia, tratamento com gás ozônio que atua na cura e na terapia de diversas doenças em animais de pequeno, médio e grande porte, além, é claro, de já ter o uso bastante difundido entre os seres humanos. Saiba mais sobre o assunto:

O ozônio começou a ser usado para tratar doenças e ferimentos durante a Primeira Guerra Mundial, porém foi descoberto muito antes por um físico germânico-suíço chamado Christian Friedrich, em 1840. Nos últimos anos, a terapia ganhou força no Brasil, principalmente na Medicina Veterinária. Hoje já são facilmente comercializados geradores de ozônio e vários veterinários se tornaram qualificados para atuar nessa crescente área.

Foto cedida
Gerador de ozônio - aparelho utiliza oxigênio para produzir o gás terapêutico, sendo muito utilizado na Medicina Veterinária
Gerador de ozônio – aparelho utiliza oxigênio para produzir o gás terapêutico, sendo muito utilizado na Medicina Veterinária

A terapia consiste em utilizar uma mistura de gás oxigênio (O2) e gás ozônio (O3) para tratar variadas enfermidades em animais. A Ozonioterapia tem indicação para tratar doenças como câncer, doenças cardíacas e renais, doenças inflamatórias, tromboses, acidentes vasculares (derrames) e infecções por fungos, bactérias e vírus. Além de combater radicais livres, o ozônio e seus subprodutos são capazes de atuar como anti-inflamatório e também reduz a dor de uma maneira geral. Outro efeito muito desejável é o de melhorar a imunidade do pet, uma vez que ativa as células de defesa do organismo do bichano.

Foto cedida
Animal tratado com solução fisiológica ozonizada na região de olhos, nariz e boca (junto com tratamento convencional)
Animal tratado convencionalmente e com solução fisiológica ozonizada na região de olhos, nariz e boca

Quando utilizado pelas vias corretas e nas doses recomendadas, a terapia com ozônio não apresenta efeitos colaterais significativos e pode ser usada com segurança em animais de todas as idades, ajudando e acelerando na recuperação dos mesmos, sempre em conjunto com os tratamentos convencionais. O ozônio pode ser utilizado na forma de óleo, combatendo lesões mais superficiais em pele, mucosas ou tratando o sistema digestivo, bem como pode ser administrado através da infusão de soro pela veia. Pode ainda ser aplicado diretamente em áreas doloridas, infectadas ou com câncer; pela via intra retal, e também na forma de hemoterapia, que consiste na retirada de sangue, mistura deste com o gás, seguida de aplicação intramuscular, algo que tem tido êxito nas clínicas veterinárias.

Foto cedida
Ozonioterapia: injeção do gás, soro ozonizado, aplicação intra retal e em forma de óleo
Formas de manipulação do ozônio na Ozonioterapia: injeção do gás, soro ozonizado, aplicação intra retal e em forma de óleo

Ainda estão sendo estudados os mecanismos de ação nas variadas doenças, entretanto, já podemos beneficiar os nossos pets com essa maravilhosa terapia, que é relativamente simples e bastante acessível! Não exite. Experimente-a. Boa semana! :)

Médica veterinária - graduação (2003), residência e mestrado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp de Botucatu; Área de atuação em Anestesiologia, Acupuntura e Terapias complementares.
Compartilhar

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA