Cavalo, carinho, poder e política

0
863

A história do Brasil, país com enorme potencial agropecuário, tem expressiva presença da figura do cavalo. Saiba mais sobre a importância dos equinos em terras brasilis

É incrível refletir sobre o fato de há centenas de anos, antes mesmo da invenção do telégrafo, um cara montado num cavalo era a melhor e mais rápida forma de comunicação entre os povos, “a internet” daquele tempo. Alguns cientistas afirmam que o equino habita a Terra há cerca de 55 milhões de anos, mas só a alguns milhares de anos o homem o encontrou, formando, assim, uma parceria única, realizando tarefas que englobam as mais diversas áreas, tais quais, Política, Economia, Transporte, Esporte, Moda, Lazer.

Até a “invenção da calça”, peça fundamental do nosso vestuário, deve-se ao cavalo! Na Idade Média, os europeus incorporaram o animal ao seu mundo e criaram academias responsáveis pelo adestramento dos animais e aulas de montaria. E para dar maior conforto aos equitadores, a “calça” foi inventada.

Os cavalos chegaram para ficar e modificar a maneira como nos transportávamos, como fazíamos comércio e nos ajudaram no desenvolvimento da Agricultura. Além disso, eles foram essenciais para o acontecimento de vários movimentos políticos. Quem não se lembra do histórico Incitatus? Calígula o tratava melhor do que qualquer ser humano a sua volta e queria nomeá-lo cônsul, o cargo político mais importante do Império Romano entre 37 d.C. e 41 d.C., incluindo o seu nome no rol de senadores. O estábulo desse memorável cavalo era de mármore, a manjedoura de marfim, e ele usava colar de pedras preciosas e possuía cerca de dezoito criados pessoais. Outro equino que teve enorme importância na geopolítica mundial foi o “cavalo branco de Napoleão”, marcando uma das anedotas mais famosas do mundo sobre o imperador francês. E teve também o Bucéfalo, a companhia equina de Alexandre – o Grande, Rei da Macedônia, o maior líder militar da Antiguidade, que morria de ciúme do seu fiel escudeiro de quatro patas.

Fotomontagem / Divulgação
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
A história do Brasil, país com enorme potencial agropecuário, tem relevante participação da figura do cavalo

Mas vamos falar do nosso Brasil… A história política brasileira é recheada de personagens pitorescos e controvertidos, os quais mitos e realidades se misturam. E os cavalos sempre estiveram presentes, firmes e fortes nos momentos decisivos na construção do nosso país. Podemos citar várias referências desses momentos, como a Proclamação da República, a Independência, a Revolução de 1923, a Guerra dos Farrapos, e tantas outras, sempre com a figura proeminente dos cavalos em participação ativa.

Gosto de usar como exemplo a Independência do Brasil, em 07 de setembro de 1822. A mais conhecida cena desse ato é o quadro “O Brado do Ipiranga”, do pintor Pedro Américo, em que D. Pedro I, no alto de uma colina, de espada em punho e montado num forte cavalo, pronuncia a célebre frase “Independência ou Morte”. Mesmo que esse momento histórico não tenha acontecido exatamente desta forma, como apontam alguns historiadores, afirmando que a montaria à época seria um muar e não um equino, o seu simbolismo é forte. Vale frisar que os cavalos tiveram grande importância nas diversas mudanças sociais, políticas e econômicas brasileiras, participando de revoluções e ajudando a erguer as nossas cidades, os nossos estados e todo o nosso imenso país.

No Brasil, o cavalo é uma grande fonte de riqueza, pois emprega milhares de pessoas e movimenta bilhões de reais todos os anos, com o alto giro de dinheiro em eventos e pagamento de impostos. Mesmo diante de um dos piores cenários econômicos da história do país, o mercado equestre continua crescendo, tornando-se um dos mais lucrativos do Agronegócio nacional. Nos últimos anos, o setor equestre recebeu forte investimento em competições, circuitos de hipismo, exposições e leilões. Em média, o Brasil realiza 04 mil festividades envolvendo os cavalos todos os anos.

Simbolismos equestres
Os cavalos foram domesticados e se tornaram grandes companheiros dos homens, passando a ter relevante significado simbólico e político na história da humanidade. As distâncias e as viagens foram encurtadas, a caça foi facilitada e homens comuns se transformaram em poderosos guerreiros. Verdadeiros impérios foram construídos em cima de cavalos. Nenhum animal teve tanto impacto na própria sobrevivência humana.

Na Astrologia Chinesa, o cavalo confere às pessoas nascidas sob sua influência qualidades como diligência, disciplina, determinação, coragem e arrojo. No Feng shui o cavalo traz a energia do sucesso, fama, liberdade e velocidade. Já no mundo islâmico, o cavalo está associado com a felicidade, a abundância, a vitalidade, a impetuosidade, a beleza, a graça, a sexualidade, a fertilidade, a inteligência, a dedicação e a generosidade. Na Tradição Celta há o culto a Epona, a deusa dos cavalos, cuja representação mística de uma jovem acompanhada de um equino remete ao poder do nascimento, da vida, da morte e do renascimento. No mundo contemporâneo, a imagem do cavalo, seja em pintura, foto ou escultura, é frequentemente usada em escritórios, evidenciando o status de força e poder.

Norberto Cândido
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Durante a Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga 2017, em São João da Boa Vista/SP, o aguardado desfile das bandeiras

Para os nativos norte-americanos, o cavalo era símbolo de poder divino e espiritual. Na Medicina Xamã, o arquétipo da força para alcançar a liberdade da alma. Já na Astrologia Ocidental, o centauro simboliza o signo de Sagitário e representa a síntese dinâmica do homem que busca o conhecimento para a elevação do ser, transcendendo a sua natureza animal para alcançar a realização espiritual. Na Grécia Antiga, Pegasus, o cavalo alado, trazia o símbolo da imortalidade. E o mitológico Centauro representava o nosso lado espiritual e humano. Em relação ao Esoterismo, o cavalo é o nosso Pai Interno, que nos guia e nos orienta. Há também diversos livros religiosos, com inúmeras passagens em que o cavalo simboliza a ascensão espiritual e a representação do divino.

Sonhar com cavalos pode revelar questões relacionadas com os aspectos íntimos da nossa psiquê. Alguns significados de sonhos com cavalos são:
*Cavalo branco: elevação espiritual.
*Muitos cavalos galopando: fase de vida movimentada.
*Cavalo galopando livremente: indica estado de liberdade e bem-estar do sonhador.
*Cavalos tristes: sinaliza repressão e estagnação, resultando em sensação de impotência.
*Cavalos agitados e tensos: revela problemas emocionais e conflitos internos.

Bons tratos aos animais
De acordo com a Constituição Brasileira de 1998, os animais estão sob a tutela do Estado, cabendo a ele a função de proteção. Maltratar animais é crime. Os maus tratos não podem ser justificados porque os animais são irracionais. Muito pelo contrário, eles são seres inteligentes, dóceis, cheios de energia, que proporcionam ao dono muitas alegrias.

Não há outro animal no mundo que tenha dado ao homem tanta liberdade e mobilidade. Quando ainda nem sonhávamos com meios de transportes motorizados, computadores, telefones celulares, internet e redes sociais, aprendemos a explorar novos caminhos e descobrimos a nossa própria liberdade, graças a ele, o cavalo.

Até a próxima coluna, com mais cavalos em nossas vidas! :)

Divulgação
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
Os cavalos são seres inteligentes, dóceis, cheios de energia, que proporcionam felicidade aos seus donos
Flávia Raucci Facchini é Diretora de Marketing do Haras Três Rios, criatório de cavalos da raça Mangalarga, localizado em Itatiba/SP, com 40 anos de tradição.
Compartilhar

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA