Vantagem competitiva

0
632
Zagros do PEC, garanhão líder das estatísticas da raça Pampa - 1º na mente do mercado

A estratégia é formada através das decisões que a empresa toma. Tais escolhas definem se a companhia prosperará ou não, haja vista que o mercado está cada vez mais seletivo

“Estratégia pode ser definida como a determinação de metas e objetivos, ou seja, a adoção de cursos de ação e alocação dos recursos necessários à consecução dessas metas”, definiu Alfred DuPont Chandler Jr., notável professor de Administração e História da Harvard Business School, nos Estados Unidos. O objetivo do planejamento estratégico é capacitar a empresa a aumentar, da maneira mais eficiente possível, a sua margem de lucro em relação aos concorrentes. Logo, a estratégia corporativa significa a tentativa de alterar o poder de uma companhia em relação à concorrência. Para tanto, aplicam-se os recursos disponíveis, visando ao alcance dos objetivos, sempre coordenando a ação de suas forças.

No Brasil, fazendo menção ao meio do cavalo, especialmente à raça Pampa, um criatório paulista se destaca pela excelência no processo de seleção genética. O Haras Lagoinha, em Jacareí/SP, realiza um trabalho de vanguarda, alicerçado em estrutura eficaz, métodos preventivos, atenção constante e muita dedicação. Tudo isso faz com que a marca seja sinônimo de animais com padronização zootécnica, pelagens exóticas, andamento progressivo, mansidão, inteligência e habilidade. Em atividade desde 1985, o idílio rural de Paulo Eduardo Corrêa da Costa e Marisa Iório tornou-se negócio. Eles investiram pesado na apresentação de seus produtos em exposições por todo o Brasil, recebendo as maiores titulações do mercado, assumindo o topo do Ranking dentre os criadores pampistas.

Divulgação
Vantagens competitivas - o Haras Lagoinha, criatório de cavalos da raça Pampa, é líder do mercado em que atua
Vantagens competitivas – o Haras Lagoinha, criatório de cavalos da raça Pampa, é um dos líderes do mercado de leilões

Posicionamento
A vantagem competitiva é a somatória dos recursos e das qualidades da empresa, que culminam em desempenho superior ao dos concorrentes. A companhia é reconhecida pelo conjunto de atividades que promove e executa. Essas ações determinam o seu benefício.

A história mostra que, em média, a primeira marca a penetrar no cérebro do consumidor obtém o dobro da participação de mercado em longo prazo do que a de número 02 e, novamente, o dobro da participação do que a 03. “Os líderes não devem fazer com que seus concorrentes encerrem as atividades. Eles necessitam desses para criar uma categoria”, sentenciaram Al Ries e Jack Trout, especialistas em Marketing.

  • Produtos conhecidos: posição destacada na mente do consumidor.
  • Ser o 1º na mente do consumidor: a empresa líder é a mais lembrada.
  • Reforçar a sua atual posição na mente do consumidor (2º).
  • Conquistar uma posição não ocupada: nova categoria.
  • Destituir ou reposicionar a concorrência.
  • Identificar um atributo ou benefício convincente.
  • Pertencer a um “clube exclusivo”.

Fonte:
A Bíblia do Marketing, Kotler, Philip; Keller, Kevin Lane (Ed. Pearson Education Brasil, 2007).

Jornalista e leiloeiro rural. Especializado em Agronegócio, com pós-graduação em Marketing e Comunicação Publicitária.
Compartilhar

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA